2018 chegando: É hora de rupturas

December 25, 2017

Essa época do ano divide opiniões. Muita gente gosta das festividades e do clima de cordialidade fruto da proximidade do novo ano. Há quem fuja das tradições e considere tudo um grande espetáculo comercial. Independentemente da interpretação, o fato é que um novo calendário se inicia. E como o ser humano é guiado por símbolos, o começo de um novo ano sempre tem muito significado.

 

Se você não quer repetir a velha ladainha de que dessa vez será diferente, que vai se estressar menos, começará a se exercitar, ter uma alimentação saudável, dormir mais cedo, fazer uma poupança, não se matar de trabalhar... terá definitivamente de fazer rupturas. Mas lembre-se: romper é só para quem quer se transformar de verdade. Há momentos na vida em que precisamos tomar algumas atitudes que aos olhos dos outros parecem drásticas, mas que no íntimo sabemos que são necessárias se realmente quisermos mudar.

 

Para sair de alguns ciclos viciosos, como atrair o mesmo tipo de chefe, os mesmos padrões de relacionamentos afetivos e repetir problemas por anos a fio (procrastinação, conta no vermelho, autoestima lá em baixo), é preciso DAR UM BASTA. De vez em quando é necessário ter o que chamo de “revolta saudável”.  Concordo que algumas coisas levam tempo para mudar, devemos ter paciência e não sair agindo no impulso, de qualquer jeito. Mas há situações que pedem uma decisão mais firme, uma determinação. Caso contrário, “empurramos com a barriga” resoluções que fariam toda diferença, mas que por medo adiamos infinitamente. E lá na frente a vida nos cobra (e como cobra!)

 

Dar um basta é ter a coragem de romper com o que não funciona mais, com aquilo que parece nos fazer bem, mas no fundo está nos martirizando. Tentar de novo e persistir são importantes para nos manter no caminho da evolução pessoal. Mas seja muito sincero com você: o que precisa ser realmente mudado, cortado, abandonado ou encerrado em sua vida, mas que você tem negligenciado e sempre deixado para o tal “Ano que vem”?

A vida é muito curta para nos acostumarmos com o marasmo, com o sofrimento interno e com as contrariedades disfarçadas com sorriso forçado. Se você não está feliz, rompa com o que não te agrega. Se não gosta do seu emprego ou do clima de trabalho em que você vive, peça as contas, procure outro emprego, ou crie sua própria oportunidade.

Se não está feliz no relacionamento, se já tentou de tudo e nada funciona, aceite que acabou, que precisa de valorizar, seguir adiante e se juntar a quem realmente gosta de você.

 

Se acredita que sua cidade já não lhe oferece as chances para expor o seu potencial e crescer, mude de cidade, que seja para perto ou longe, mas mova-se, experimente, arrisque. Se não gosta da sua profissão, estude para outra, quebre a cabeça, quebre a cara, comece do zero, aprenda outras coisas, teste-se em outros universos... Mas por favor, não viva infeliz. O mundo está cheio de "odiadores de segundas-feiras". Chega! 

 

Se não está contente com seu comportamento, suas manias e convicções prisioneiras, mude de postura, seja você, assuma sua essência sem medo da rejeição e faça o que te traz prazer e completude. Você é muito importante para este mundo para “se desperdiçar”.

Ao fazer rupturas, ao tomar decisões duras, ao “cortar na própria carne”, você simplesmente se abre para um universo de infinitas possibilidades. Ao dar um “chacoalhão” em si mesmo (sem esperar que os outros o façam), você utiliza um direito que é seu, só seu: o de viver a vida sem se apegar a padrões ou conceitos hipócritas, criando um espaço físico e mental em que você se sinta realmente confortável.

 

Quando falo em rupturas não proponho ingratidão: simplesmente faço um convite a realmente fazer diferente, mas um diferente escolhido por você e não pelas forças dominantes, pelos outros. Não espere mais para tomar decisões. Levante, aja. Sem essa de que “no próximo ano...”. Comece hoje, agora. Não espere mais para abandonar o que não vale a pena. Tenha coragem, fé em si e em DEUS, e não gaste mais seus dias com as picuinhas que insistem em nos empurrar como verdades absolutas a serem seguidas.

 

Você tem um ano inteiro pela frente: 365 dias para viver o novo. Então, rompa agora mesmo com a inércia, o medo, a hipocrisia, o politicamente correto, aquela mesmice entediante. É hora de banir de vez as modinhas, as polêmicas vazias, as opiniões sem argumentação convincente, sem necessidade. Tem sangue circulando em suas veias. Tem ar puro passando pelos seus pulmões. Tem uma vida porta afora te esperando, cheia de descobertas. Comece a revolução por sua mente, por sua própria vontade. Comece, você pode, sabia? 

 

Pare de viver para os outros, para agradar quem sequer cogita gostar de você de verdade. Entre 7 bilhões de pessoas neste mundo, você é único. Definitivamente, ocupe seu lugar. Faça sua parte e pegue o que é seu. Que 2018 valha a pena!

 

Fabiano Latham – Life Coach

Bem-estar Físico & Emocional

www.fabianolatham.com

 

Please reload

9 LIÇÕES DE 
MOTIVAÇÃO

EU QUERO! 

Posts recentes
Please reload

Inscreva-se na LISTA VIP