Buscar reconhecimento é receita certa para sofrer

February 21, 2018

 

Uma das maiores fontes de sofrimento da atualidade é a busca desenfreada por reconhecimento e aprovação. Queremos a todo custo a unanimidade sobre nossos atos. É como se esperássemos de todos aquele amor incondicional que só mãe é capaz de dar. Esperamos reconhecimento do chefe, elogios generosos dos amigos, declarações sem fim do par romântico e vistas grossas da sociedade sobre nossos erros. Queremos sim para tudo e conforto emocional para qualquer situação. Caso contrário, a frustração é certa. É fato que nossa essência humana pede a validação do outro para que nos sintamos inteiros e parte de um todo. Não há mal nenhum nisso: em um nível saudável e equilibrado essa troca é ingrediente de crescimento. O problema é quando perdemos a medida e esquecemos de que para ter o reconhecimento e valorização do outro primeiro é preciso fazer isso por nós mesmos.

 

Vejo muita gente sofrendo à toa (eu próprio já me vi nesta situação inúmeras vezes), pois está o tempo todo dependendo do reconhecimento e aprovação do outro para se sentir bem, para se sentir feliz. Parece insano, mas quantos de nós agimos assim sem nem mesmo prestar atenção que está aí uma das grandes fontes de sofrimento?

 

Quando vivemos à espera desse retorno dos outros deixamos de olhar para nós mesmos e aproveitarmos o que há de melhor em nossa singularidade. Se quer reconhecimento, em primeiro lugar tenha noção exata de quem você é, quais seus valores, o que está fazendo neste mundo e os diferentes propósitos que tem em seus relacionamentos. E quando você se envolve com todas essas demandas de cuidados próprios raramente tem energia para se preocupar com o reconhecimento alheio. Assim dá tempo para que esse reconhecimento venha de forma natural, espontânea. Não se esqueça: reconhecimento verdadeiro vem com tempo e não exatamente no “nosso tempo”.

 

Se puder fazer uma única coisa por você neste 2018, minha dica é simples e direta: valorize-se mais, reconheça imediatamente seus talentos e pontos positivos e não continue esperando que isso venha do namorado (a), marido, esposa, chefe, amigos, parentes ou do meio social em que vive. Olhe para você de verdade e quebre o ciclo de dependência da aprovação alheia para ser realmente feliz. E a felicidade que você alcançará não é aquela mostrada nas propagandas ou filmes da TV, muito menos a que você vê nas revistas ou nos perfis das redes sociais. A felicidade que você encontrará será a sua própria felicidade, seu bem-estar genuíno, de você para com você mesmo.

 

Inverta a lógica, faça diferente: autorreconhecimento é que gera reconhecimento dos outros e não o contrário. Não espere que tudo fora esteja “perfeitinho” para que você olhe para dentro de si e se veja merecedor. Comece por você, comece por um ponto, por um fio de motivação, mas faça sua parte e assuma a autorresponsabilidade para ser realmente uma pessoa inteira. Assim você facilita tudo. Assim você passa para um outro nível emocional e de qualidade de vida. Vale a pena. Agora é com você!

 

Fabiano Latham é life coach, autor dos livros “Agora Vai – 5 Estratégias para Revolucionar sua Vida e Carreira” e “Aprendendo com os Mestres”

Please reload

9 LIÇÕES DE 
MOTIVAÇÃO

EU QUERO! 

Posts recentes
Please reload

Inscreva-se na LISTA VIP