Ninguém é perfeito: precisamos aceitar isso

March 14, 2018

 

Ninguém é perfeito. Logo, ninguém tem o direito de julgar o outro, apontar falhas ou fazer juízo de valor sem realmente conhecer de quem e do que se trata.

Vivemos numa época em que a tolerância ao diferente é praticamente zero. Cada vez mais exigimos e somos exigidos, num grau nunca antes experimentado.

 

Exigimos ter o parceiro (a) perfeito, o emprego dos sonhos, o chefe “gente boa” e o amigo “pau pra toda obra”. Exigimos que a família seja igual a do comercial de margarina e queremos a todo custo que tudo o que fazemos seja aprovado e aplaudido sem restrições.

 

Acontece que na realidade as coisas não funcionam bem assim. Somos humanos e essa condição inclui defeitos, erros, escolhas equivocadas e caminhos tortuosos. Mas mesmo sabendo disso, muitas vezes insistimos na ideia de perfeição e controle de tudo a nosso bel prazer. É aí que mora o perigo, pois nessa lacuna entre a realidade e a idealização é que está a expectativa em excesso, que provoca um verdadeiro estrago nas relações.

 

A melhor alternativa é começar a prestar atenção ao próprio comportamento e perceber se há uma cobrança exagerada por perfeição, tanto de si quanto dos outros. Querer o que é bom, correto e com qualidade é direito de todos e nos eleva sempre. Mas exagerar em detalhes e minúcias, principalmente nos relacionamentos, é receita certa para a frustração.

 

“Pegar leve” e “baixar a bola”, como se diz popularmente, se faz necessário quando estamos estressados demais em busca de tudo perfeitinho. Pense bem: todos temos fraquezas e pontos a serem melhorados. Portanto, por quê exigir tanto de si e dos outros?

 

Essas dicas vão ajudar você a rever essa postura:

 

  • Pratique a tolerância e aceitação (comece fazendo isso por você mesmo

  • Não exija dos outros aquilo que você próprio não pode oferecer. Seja coerente

  • Baixe seu grau de exigência: por quê sempre tudo tem de ser tão perfeito?

  • Tire o peso das coisas. Nada é tão sério e urgente assim como você pensa

  • Avalie se vale mesmo a pena ser tão rigoroso consigo e com os outros

  • Tenha em mente que você é um SER HUMANO e não tem superpoderes como a Mulher Maravilha e o Super Homem

  • Pegue leve com você e com os outros. Perfeccionismo deixou de ser qualidade há muito tempo

 

FABIANO LATHAM - Life coach, autor de "Agora Vai"

www.fabianolatham.com

 

Please reload

9 LIÇÕES DE 
MOTIVAÇÃO

EU QUERO! 

Posts recentes
Please reload

Inscreva-se na LISTA VIP